Avalie o site

Equipe De Bolsonaro, Estuda Acabar Com O Ministério Do Trabalho:ENTENDA

News3

A equipe do próximo presidente, Jair Bolsonaro, estuda acabar com o Ministério do Trabalho no novo governo, que se inicia em janeiro de 2019. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, os responsáveis pela transição do governo cogitam a possibilidade, que teria como objetivo lidar com os temas ligados a emprego e renda de maneira mais eficiente.

Alternativas

Entre as alternativas estaria a transferência das atribuições do Trabalho para um órgão ligado à presidência.  Outra proposta sugere ‘fatiar’ o ministério em outras áreas, como a gestão de concessão de benefícios, como seguro-desemprego, para órgãos que realizem trabalhos na área social e a política do trabalho para o ‘superministério’ da Economia, que será conduzido por Paulo Guedes.

Outra questão cogitada pela equipe de Bolsonaro é a dos modelos para questões sindicais e de fiscalização.

Ministério do Trabalho

Em nota divulgada nesta terça-feira, 6, o Ministério do Trabalho afirmou que “foi criado com o espírito revolucionário de harmonizar as relações entre capital e trabalho em favor do progresso do Brasil”e que “se mantém desde sempre como a casa materna dos maiores anseios da classe trabalhadora e do empresariado moderno, que, unidos, buscam o melhor para todos os brasileiros”.

“O futuro do trabalho e suas múltiplas e complexas relações precisam de um ambiente institucional adequado para a sua compatibilização produtiva, e o Ministério do Trabalho, que recebeu profundas melhorias nos últimos meses, é seguramente capaz de coordenar as forças produtivas no melhor caminho a ser trilhado pela Nação Brasileira, na efetivação do comando constitucional de buscar o pleno emprego e a melhoria da qualidade de vida dos brasileiros”, destaca o órgão.

fonte : https://br.financas.yahoo.com/noticias/governo-bolsonaro-estuda-acabar-com-o-ministerio-trabalho-entenda-142948503.html?fbclid=IwAR2yXUqQqUqKiwI4RtTiLQa54RvAr9YM_jbTAFx1hezT1nb1LrFtopY5PH4&fbclid=IwAR3A6gPRQ_tIR9hDaCJNP1NFfRPAD5RMXblwdmNxhZm-p3T-SXpRJEUIOn0

Compartilhe:

Deixe seu comentário