Avalie o site


Manhuaçu poderá adotar barreiras sanitárias

News3


MANHUAÇU (MG) - Após as primeiras ações de limpeza de ruas e locais públicos de Manhuaçu por equipes do SAMAL, SAAE e Secretaria de Obras e Saúde aconteceu uma reunião, na tarde de quinta-feira (14/05) com a 2º Companhia do Corpo de Bombeiros de Manhuaçu. O objetivo é traçar novas estratégias para higienização de espaços públicos da cidade.


 “O Corpo de Bombeiros, juntamente com a Prefeitura Municipal, darão treinamento aos servidores para que possam realizar um trabalho minucioso e seguro, obedecendo as normas técnicas de utilização dos produtos e os protocolos de segurança para os aplicadores”, disse tenente Flávio Mota, comandante do Corpo de Bombeiros na região.


A prefeita Cici Magalhães; a secretária de Saúde, Karina Gama; tenente Ferraz (CBMMG); o presidente da Câmara, Juninho Linhares, e o vereador Administrador Rodrigo; diretores do SAAE, Luiz de Carvalho, e do SAMAL, Romilson Barroso; coordenadora de Vigilância em Saúde, Lorena Aparecida Gonçalves, participaram da reunião.


A fim de orientar sobre os procedimentos, o curso será ministrado pelos sargentos Eduardo Dias e Maiquel, que participaram de uma qualificação especial promovida pelo 5º Comando Operacional do Corpo de Bombeiros em Governador Valadares.


Em sua fala, a prefeita Cici Magalhães pontou a importância de ações preventivas de combate ao Coronavirus. “Estamos buscando meios de voltar à normalidade o mais rápido possível. Sabemos que esse trabalho de lavar as ruas com o uso de água, desinfetante e detergente ajuda na possível eliminação do vírus, mas não podemos nos descuidar dos protocolos e recomendações do Ministério da Saúde. Vamos treinar nossos profissionais para exercerem ainda melhor suas atividades com eficácia e segurança”, completa a prefeita.


BARREIRA SANITÁRIA


A secretária de saúde, Karina Gama, anunciou outras medidas de controle nos acessos da cidade. “Além de lavar as ruas e calçadas, vamos montar barreiras sanitárias nos principais acessos à cidade. Tudo isso de acordo com a nota técnica 22 da Anvisa”, disse.


Redação do Portal Caparaó


Deixe seu comentário